Kage kara Mamoru! ganha novo capítulo após 6 anos de hiato

História acompanha rapaz que faz parte de um clã ninja e deve proteger uma garota encrenqueira!
#Mangás Publicado por Allan Kardec, em .
IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMubWFkaW5maW5pdGUuY29tL2ltYWdlcy9iaWcvMTEvMDEwOTY4LndlYnA=

A edição de outubro da revista Comic Alive revelou nesta sexta-feira, que o mangá Mamoru the Shadow Protector (Kage kara Mamoru!) irá ganhar um novo capítulo na próxima edição da revista, que será lançada em 27 de setembro. O mangá criado por Sai Madara adapta a light novel de Taro Achi, e seu último capítulo publicado foi a seis anos, quando teve o sétimo volume publicado em fevereiro de 2015.

A história acompanha Mamoru Kagemori, um estudante comum do ensino médio, que não é bonito, nem atlético muito menos inteligente. mas as coisas nem sempre são como parece. na verdade, ele é o filho mais velho de um clã ninja de 3400 anos especializado em proteger seus vizinhos, os Konnhakus. E objetivo da proteção de Mamoru não é outro senão suja única filha, Yuna Konnyaku, uma encrenqueira nata.

A história original de light novel escrita por Taro Achi teve 12 volumes publicados entre 2003 e 2008. Ele também escreveu uma série de sequencias intitulada Motto! Kage kara Mamoru! que teve um segundo volume lançado em 2010. A história também inspirou a adaptação em anime que foi ao ar em 2006, tendo 12 episódios e intitulado de Guardian Ninja Mamoru.

Allan Kardec
Allan Kardec #okardec

Analista e Administrador de Sistema vulgo Programador

Amante de artes, com gostos peculiares e até duvidosos!

Todo dia [ou quase] criando uma análise ou indicando um indie interessante ou desconhecido.

Vem me ver testar algum joguim aleatório https://www.twitch.tv/okardec

Administrador, Earth, Solar system - Milky Way
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Postagens em Destaque
#Games, Por MarK,
#Animes, Por Allan Kardec,